Como Estudar Para Concurso

Como Estudar Para Concurso – Uma das Maiores Dúvidas de Quem Decide Prestar Concurso Público.

Não é sem razão!

Porque a preparação para concurso público vai muito além do “debruçar-se sobre os livros”, ou seja, da habilidade assimilar e reter conhecimentos dos conteúdos cobrados em um edital.

A começar por questões de aspectos pessoais de escolhas de vida, emocionais de superação, de saúde e de relacionamentos com família, cônjuges e amigos, porque todos serão impactados pela sua nova rotina de estudos.

É necessário também que você possua um esquema de estudo para concurso, muito bem organizado que sirva para você se orientar durante a trajetória até a aprovação no concurso público que deseja.

O conteúdo que iremos acompanhar a seguir nos fornece justamente um esquema de estudo para concurso que você poderá aplicar a qualquer área e concurso para o qual for se preparar.

Trata-se de uma aula sobre como estudar para concurso com as participações de

  • Mário Machado, Auditor Fiscal da Receita Federal, Professor de Direito Tributário e Coordenador de Coach do Estratégia Concursos.
  • Vander Silva, Coach para Concurso Público,
  • Gustavo Garcia, Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil
Texto de transcrição livre.

Como Estudar Para Concurso Adequadamente

(Mário Machado) Por dentro dessa frase “Como Estudar Para Concurso” que a gente vai abordar bastante aqui, como estudar para concurso, adequadamente.

  • O que estudar para concurso.
  • Quais são os caminhos corretos.
  • Quais são as estratégias adequadas as melhores técnicas de estudo.

Além de aspectos qualitativos, e quantitativos que a gente julga preliminares para você poder dar o pontapé inicial nessa jornada de como estudar para concurso ou então, se você já vem estudando algum tempo para você intensificar a qualidade do teu estudo.

Durante a aula nós desenvolveremos os temas sobre como estudar para concurso sob 03 aspectos:

  • Aspectos Preliminares.
  • Aspectos Quantitativos.
  • Aspectos Qualitativos.

O objetivo de dividir em  blocos foi para facilitar a compreensão sobre como estudar para concurso,  seja, estudar para concurso é de fato algo complexo, desafiador, contudo é um processo composto por uma sequência de etapas simples.
Para identificar cada uma dessas etapas vamos abordá-las em grupos de aspectos (preliminares, quantitativos e qualitativos).

Para Começar duas regras fundamentais sobre Como Estudar para Concurso:

#1 Regra Fundamental Como Estudar Para Concurso: Estudar Muito é Fundamental

Como Estudar Para Concurso - #1 Regra Fundamental- Estudar Muito

Estudar muito ainda é muito inevitável,  o que a gente vai mostrar aqui para vocês envolve uma boa dose de esforço.

A bem da verdade, tudo que será compartilhado aqui você vai poder de intensificar demais a qualidade do esforço que você vai empreender na busca do seu concurso.

É preciso deixar bem claro que não há um segredo milagroso para passar ou sobre como estudar para concurso, ninguém  consegue passar por que a ele foi apresentado alguma fórmula mágica para aprovação.

A única diferença que ele (aprovado de alto nível) tem em relação a você, é que ele chega lá e executa, ele vai lá e estuda.

Acontece que as técnicas de estudo que a gente vai trazer para vocês aqui, é que elas com certeza vão potencializar o seu estudo vão aumentar seu rendimento.

Aquela história de quem estuda pouco e aumenta 20%, continua estudando pouco, não vai alcançar o nível adequado para ser competitivo e brigar por aprovação.

Então você tem que estudar muito para com essas técnicas de estudo você ficar muito competitivo.

Então até a grande jogada aqui dessa regra fundamental, inclusive está separada das demais, porque ela não tem exceção.

Vocês vão ver que tudo que a gente trouxe aqui é personalizável, de acordo de acordo com as peculiaridades de cada um.

Mas essa regra aqui não tem como fugir, se não estudar não passa.

#2 Regra Fundamental Como Estudar Para Concurso: Faça a Sua Parte, Esqueça o Concorrente

Como Estudar Para Concurso - #1 Regra Fundamental- Faça a Sua Parte

Faça a sua parte e esqueça mesmo o seu concorrente.

Porque por mais sedutor ficar olhando o número de inscritos, candidato por vaga, isso não vai te fazer nenhum bem.

Você tem que fazer a sua parte, estar focado e empreender na sua preparação.

Com 20 mil inscritos ou só você, se você não fizer sua parte (se preparar) você não vai chegar a lugar nenhum.

É incrível o quanto as pessoas que se preocupam com coisas que estão fora do controle delas e elas esquecem de se ocupar com aquilo que elas controlam.

Que é justamente o seu estudo, as suas horas de dedicação.

Então pare de se preocupar com:

  • Quando vai ser lançado o edital.
  • Como vai ser a concorrência.
  • Se o programa vai ser alterado ou não.

Preocupe-se com aquilo que você controla,

  • Consiga se dedicar o máximo do seu tempo disponível para o estudo.
  • Melhore a cada dia.
  • Faça o seu planejamento.

Esse tipo de postura de fazer a sua parte, sem se preocupar com o concorrente acaba aumentando a confiança do aluno porque ele volta a atenção para a meta dele.

Isso diminui o desequilíbrio emocional decorrente da perda de foco ao se comparar se preocupar com o concorrente.

Então esse tipo de postura contribui muito para o aluno chegar a aprovação de uma forma bem retilínea ou seja, ele não fica naqueles altos e baixos.

Sofrendo por antecipação, geralmente, por coisas que não tem o menor controle.

Exemplo de aplicação da regra fundamental 2: Faça a Sua Parte.

Uma situação bastante atual é a da suspensão de concursos públicos, PEC 241, que vai sair o concurso que eu quero, etc.

Essas são variáveis totalmente fora do seu controle, a sua parte agora consiste em que estar pronto para quando esse edital ser publicado.

Você quer ser auditor da Receita Federal igual eu fui aprovado no concurso de 2010, O Gustavo também, sétimo lugar nacional.

Você acha que a gente começou a estudar quando saiu o edital?

Não, já estávamos estudando muito tempo antes, a mesma coisa o Vander como analista do MP.

Na hora que sai o edital, o edital é a recompensa do candidato que se prepara adequadamente.

E não o motivo de desespero, porque quando o candidato está bem preparado e sai o edital, é um alívio.

Opa reta final tem mais 80 dias para estudar, 60 dias e depois eu vou correr pro abraço.

Agora o candidato que não se preparar adequadamente, quando sai o edital, meu Deus tudo mudou, é um desespero.

Aspectos Preliminares de Como Estudar para Concurso

Como Estudar Para Concurso - Aspectos Preliminares

Na ansiedade de passar em concurso muita gente começa a estudar sem considerar os aspectos preliminares de uma preparação, que são fundamentais para respondermos adequadamente como estudar para concurso.

A escolha do concurso na área de interesse nos dá uma direção inicial, foco e evita que  fiquemos pulando de área em área dispersando energia, tempo e gerando eventuais frustrações.

A análise das suas habilidades pessoais é o que permite você usar o que tem de melhor e fortalecer pontos deficitários para alcançar competitividade para alcançar aprovação no concurso que deseja.

O ajuste das expectativas de resultados, importantíssimo para estabelecer metas no curto, médio e no longo prazo.

Metas realizáveis, que te levem à aprovações, com os “pés no chão”, cabeça fria, para mirar num concurso grande.

Em muitos casos é mais oportuno conquistar concursos intermediários para que você construa uma base sólida para então, chegar aonde quer realmente.

Traçar um plano preliminar dos estudos para colocar em prática a sua preparação, ou seja, o que estudar (conteúdos), como estudar (técnicas de estudo) e avaliar resultados para os eventuais ajustes.

 Vamos detalhar cada um dos temas.

Escolha da Área de Interesse para o Concurso Público

Como Estudar Para Concurso - Escolha da Área

Ao escolher e focar num concurso (ou concursos de uma mesma área) aumenta a competitividade.

Gustavo Garcia:

Quando alguém me pede para falar sobre como estudar para concurso inicio destacando a necessidade de escolher um concurso ou área de interesse.

Porque assim você vai ter tempo de se preparar para aquela banca e se preparar para aquele que tipo de questões.

Além disso você vai também vai ter tempo de corrigir seus erros, se testar, praticar simulados aquela coisa básica de preparação, que somente quem tem tempo consegue fazer.

Quem tenta atirar para tudo quanto é lado, só vai ter sempre em média de 3 a 4 meses para se preparar no concurso e todo mundo sabe que atualmente, é um prazo arriscado.

Para casos muito específicos isso pode até funcionar, já para fazer uma preparação de alto nível para o concurso da Receita Federal, por exemplo, é praticamente impossível candidato chegar competitivo.

Obviamente considerando o ser humano médio, claro, tem aquele gênio ponto fora da curva!

Então assim, a preparação antecipada o edital passa a ser o seu prêmio ele não a bomba-relógio que tá batendo ali contra você, então a grande vantagem de se manter o foco num concurso é que você vai ganhar tempo no longo prazo para se preparar, naturalmente, para que ele concurso.

E não ficar com esses desvios de foco que vão encurtar o teu tempo de preparação naturalmente e vão diminuir a carga horária que você está se dedicando para que ele teu concurso que seria do concurso de interesse principal.

Aquele concurso que fez você se movimentar na cadeira e decidir virar concurseiro.

Critérios de Escolha no Contexto Como Estudar Para Concurso Público

Dentro desse contexto atual de escolha de concurso e ainda sobre como estudar para concurso, podemos adotar dois critérios que eu acredito bem importante critérios impulsionadores e critérios limitadores.

Critérios Impulsionadores.

Critérios impulsionadores é o que vai te botar pra frente, aquele que não vai deixar você desistir quando estiver desanimado.

Você vai continuar estudando, é o que de fato te motivar a você continuar o teu caminho, porque realmente a preparação vai ter altos e baixos.

Esse é o tipo de critério que faz você pensar na tua vocação, no salário e vai você, possivelmente, entender nas melhorias que você vai poder proporcionar a sua família e que vão te manter no caminho da aprovação.

Critérios Limitadores (Prudência).

Adotar critérios limitadores é em verdade ser prudente.

Por exemplo, uma pessoa que tem pouquíssimo tempo para estudar, tem que família para cuidar ela tem que considerar a possibilidade de fazer um concurso intermediário, para começar.

Porque prudência é fundamental para compreender como estudar para concurso.

É claro que ela pode fazer outro concurso, mas seria prudente, dentro daquela realidade dela, ela procurar um concurso escada.

Concurso escada, assim chamado, é aquele concurso que vai proporcionar ela qualidade de vida tal que ela não tem hoje e que dentro dessa nova qualidade de vida ela vai poder então se preparar para aquele concurso que demanda mais tempo e mais esforço.

Maior Chance de Aprovação é a Longo Prazo.

Lembrando obviamente que a maior chance de aprovação está sempre no longo prazo. Não há como estudar para concurso, adequadamente, mirando num concurso de alto nível de o tempo adequado.

Preparação a longo prazo para concursos de alto nível é o ponto-chave que a gente tem que realmente sempre focar no concurso e evitar ficar fugindo da preparação, esse é o que faz com que você curte o teu tempo de preparação dedicada somente para aquele concurso.

Vander Silva:

Mário Machado: Vander Silva fala a seguir sobre da experiência com seus alunos de coaching e também de sua experiência pessoal.

Destaca como que é relevante nesse momento da escolha do concurso ou da área de interesse e o que pode fazer toda a diferença em um contexto de planejamento de longo prazo.

Acompanhe:

Como o Gustavo colocou a escolha e o foco em um concurso (ou concursos de uma mesma área) é onde começa a maior chance de aprovação.

Prestar Todo Concurso Que Aparece Não Funciona

Quando a gente recebe alunos no coach um dos primeiros elementos que a gente trabalha é a tendência do concurseiro iniciante de querer sair fazendo tudo quanto é concurso que aparece, nesse tiroteio na que a gente fala.

Ter essa escolha bem clara, bem perceptível faz toda a diferença na hora de estudar.

Completamente, faz uma diferença muito grande e é uma das primeiras coisas na verdade que a gente aborda com um aluno de coaching:

  • Justamente identificar essas habilidades intrínsecas.
  • Saber no que ele vai bem.
  • Matérias no que ele foi bem na faculdade quais.;

Seu conhecimento, a bagagem que ele já traz indica, nos ajuda a saber se ele está escolhendo um concurso específico ou área no qual ele vai ter chances de passar.

Afinal de contas ninguém fica estudando para concurso só para prestar prova, na verdade é quem estuda errado aqui só fica prestando prova.

O Que Considerar ao Escolher a Área de Interesse ou Concurso Público

Quem estuda direito, que estuda para passar desde lá do planejamento, inicia a preparação sabendo:

  • As minhas características são essas.
  • Eu tenho facilidade nessas disciplinas.
  • Os meus pontos fracos são esses.

Então eu vou escolher uma área que é mais adequada a minha realidade, principalmente, considerando também a disponibilidade de tempo, a expectativa que a pessoa tem, quanto tempo ela tem para se preparar um concurso.

Sabendo obviamente que os concursos mais exigentes, que tem as melhores remunerações exige uma preparação de longo prazo.

Então uma experiência que eu tenho que eu posso compartilhar é, de um aluno, um  aluno muito bom, muito dedicado que começou estudando para Receita Federal, para área fiscal na verdade.

Quando a gente começou a conversar um ponto que eu falei para ele é que gente poderia ampliar as possibilidades de ele sucesso seria ele não estudar apenas e tão somente para um cargo.

Quando a Mudança de Área Escolhida Pode Ser Oportuna

Que ele deveria sim, estudar para um na área, então ele começou a estudar, no entanto as situações mudam, a realidade econômica muda bastante e ele mudou para alguma coisa mais imediata.

Imediatamente a gente voltou a conversar e nessa conversa a gente estabeleceu:

  • Que pela graduação dele,
  • Pelo conhecimento que ele já tinha acumulado
  • E até mesmo pelo acompanhamento que eu vinha fazendo das disciplinas em que ele tinha facilidade.

A melhor orientação para ele era mudar o foco e passar para a Área de Tribunais.

Porque nós temos mais chances de ter concursos com vagas em Tribunais, que ele teria condições de disputar em um prazo mais curto do que para Receita Federal e área fiscal de maneira geral.

Então saber isso é fundamental, é preliminar mesmo e a pessoa tem que ter essa consciência se não ela vai acabar perdendo tempo.

Análise das Habilidades Pessoais

Como Estudar Para Concurso - Habilidades Pessoais

O segundo aspecto preliminar que diz respeito a você, analise suas habilidades pessoais.

Como você vai conseguir fazer a melhor escolha da área ou concurso para o seu próprio perfil?

Mário Machado:

Afinal de contas cada um de nós é completamente diferente um dos outros, então você tem que descobrir o melhor caminho para você.

Nessa fase, você pode contar também a ajuda de um Profissional Coach para auxiliar você a escolher os melhores caminhos ao seu perfil.

De qualquer maneira isso requer algumas reflexões

Por análise das habilidades pessoais aqui, o primeiro ponto que se destaca é o seguinte:

Escolha de Um Bom Material é fundamental na Prática Sobre Como Estudar Para Concurso

A escolha dessa análise vai acabar tendo um comportamento essencial na escolha de um bom material seja um PDF, vídeo, livro e também do plano de estudo.

Gustavo Garcia:

Exatamente,  o que acaba acontece a gente vai ainda abordar a respeito, vai tratar aqui sobre como fazer a escolha de um bom material e análise das habilidades pessoais acaba sendo um pressuposto para você conseguir de fato escolher meu material.

Porque a partir da premissa é claro, que nós estamos tratando aqui dos bons materiais no mercado, quando eu falo materiais de qualidade que existem vários, o nosso e de outros recursos por aí.

O ponto chave é o seguinte, nem sempre o PDF é o material mais indicado.

Para muitos alunos do Programa de Coach eu indico um Curso em Vídeo associado ao PDF.

O ponto do melhor material, é que o material que é o mais indicado para um aluno, não existe.

O material de estudo mais indicado, é o indicado para aquele aluno. Não existe um PDF que é absolutamente perfeito para todos os alunos.

Em algumas situações o aluno vai de mandar um vídeo o outro aluno de repente vai precisar ler um livro por quem tem ele tem uma dificuldade específica ou uma demanda específica que que faz com que cada aluno tenha que buscar o seu material.

É aí que a análise das habilidades pessoais dele acaba impactando nisso (na escolha dos materiais).

Tome como exemplo o que é muito comum, o aluno que tem dificuldade em exatas, esse aluno, no geral, ele vai precisar de um curso mais mastigado.

Imagine um aluno da área fiscal, pega um PDF de matemática e raciocínio lógico, entendeu mas ainda está inseguro, então reforça o entendimento do PDF assistindo os vídeos da mesma aula ou qualquer outro vídeo que ele se ele achar melhor.

Buscar o melhor material com base em suas habilidades e deficiências

A questão é que ele tem que buscar as próprias habilidades e deficiências para mostrar o melhor material para aquela situação que ele está inserido.

Existem também situações em que, independente do aluno ter facilidade ou dificuldade, o material para aquele momento tem que ser um em detrimento do outro.

As vezes a gente está sem tempo de estudar ou, uma mudança de disciplina no edital ou aparece o edital com duas, três ou mais novas disciplinas aí, eu não vou aprender com um livro, eu não vou aprender num concurso de 12 e 20 aulas em vídeo.

Vou ter que buscar um PDF, buscar um resumo ou vou fazer uma preparação por meio de questões.

Então cada um desses pontos chaves da preparação tem que ser analisados antes e acaba impactando na escolha de um material.

Material de Estudo Adequado as Suas Habilidades e Características.

Vander Silva:

Já ocorreu com vários alunos com dificuldades iniciais de acompanhar um conteúdo mais pesado de contabilidade, por exemplo, de eu indicar outros materiais mais introdutórios em vídeos, externos aos nossos cursos, para depois retomar a com conteúdos mais aprofundado.

Eu tive a felicidade, agora recentemente, de um aluno Cássio, que me deu um feedback.

Porque eu comecei com ele já com material do Gilmar Possati (contabilidade introdutória) e ele não tinha conhecimento prévio, ele é da área de engenharia, não trabalhava com contabilidade.

Então ele falou “isso vai ser uma possível dificuldade no meu caminho” eu falei, fica tranquilo a gente começa com material mais adequado à sua realidade.

Vamos ser bem racionais aqui e aconteceu justamente isso, ele pegou o material, entendeu agora já tá no Rabelo (contabilidade avançada) e tranquilo.

Mário Machado:

Para concluir este tópico de materiais podemos no contexto dizer que “menos é mais”.

Porque se tentar partir para materiais de várias fontes há um aumento significativo da probabilidade de se enrolar.

É necessário fazer essa reflexão de materiais versus habilidades e se aprofundar nos temas em etapas.

Momento de Ajustar Expectativas no Aprendizado de Como Estudar Para Concurso

Não há como falar sobre “como estudar para concurso” sem abordar o assunto expectativas.

Mediante a análise das habilidades pessoais é o momento para você ajustar as expectativas, usar de racionalidade, “é hora do pé no chão”.

Gustavo Garcia:

Justamente o aluno que tem um histórico de sempre ter dificuldade em exatas, que não tem aquela familiaridade com o números e aqui de uma peculiaridade do aluno, não é uma questão de competência, é uma questão diferente.

Quando eu comecei a estudar para concurso tinha uma dificuldade com Direito, com Língua Portuguesa e superei com o tempo. Tinha facilidade com números e as pessoas são diferentes.

Você não pode ignorar o teu passado achando que vai acontecer uma mágica e você vai ter facilidade naquele momento da preparação para concurso.

Você não vai ter facilidade com aquelas disciplinas que você nunca teve, é certo se o seu problema lá no passado foi de repente um professor ruim, que você teve coisas desse tipo.

Considerando de fato não familiaridade,  uma falta de empatia com aquela disciplina é normal que ela persista.

E você não pode criar uma expectativa de que aquele caminho que você vai seguir dentro daquela disciplina não vai ser torturado,  porque vai ser.

E se você cria a expectativa você acaba gerando uma frustração desnecessária.

Expectativas Ajustadas Igual Ansiedade Controlada.

Então o ponto-chave, inclusive vocês vão perceber durante esse binário, ele gira sempre torno de segurar a expectativa para você não criar expectativas maiores, quebrada e gerar frustração. E por sua vez gera ansiedade.

Toda preparação está sempre girando em torno do controle de ansiedade,  então é mais uma forma de você fazer esse controle essencial para a sua preparação.

Segurar expectativas. Entenda que tuas dificuldades se elas não forem de corrente de outro problema elas vão persistir aqui.

E aí dentro dessa realidade você já vai mais com sangue nos olhos você já vai preparado para demorar mais tempo que o teu concorrente, que você não tem que olhar para ele.

A questão é você já vai preparado sabendo que você vai sofrer um pouco e que você não tem que ficar frustrado por isso.

Mesmo os participantes da mesa (webinário), hoje servidores públicos, também sofreram com alguma disciplina durante as suas preparações, o Gustavo com Português, o Mário Machado com Contabilidade e certamente o controle da ansiedade se deu através do ajuste de expectativas que souberam realizar.

Mário Machado:

O mais importante quando você se depara com uma dificuldade dessa é você não deixar o desânimo te abater. Não deixe de acreditar do projeto.

Não deixe de prestar um concurso específico.

Vander dentro deste contexto da análise de habilidades eu queria que você comentasse essa terceira frase:

Não deixe te impedir de prestar um concurso específico.

Vander Silva:

Beleza, isso é importante. Bom pessoal, isso aí simplesmente significa que se você sabe que se você consegue gerenciar suas expectativas.

Se você tem consciência das suas fraquezas e das suas fortalezas, dos seus pontos fortes e seus pontos fracos.

Você não está impedido de prestar um concurso específico.

E aí vou te dar um exemplo, quando eu me preparava para concurso, estudava para área fiscal e a minha maior dificuldade era contabilidade também.

Era uma dificuldade terrível porque eu estudava, estudava e na hora de resolver exercícios não ter bom aproveitamento.

Isso significa que eu não podia prestar concurso para auditor-fiscal da receita?

Não, não significa isso.

Significa que eu não posso ser analista de comércio exterior, concurso no qual também cai contabilidade?

Muito pelo contrário, significa que eu tinha que me esforçar mais naquilo que eu tinha dificuldade.

Que eu tenho que saber quais são os meus pontos fracos para poder concentrar minhas forças ali e melhorar.

Óbvio tem todo uma tática, tem toda uma estratégia de resolução de provas, saber onde você vai perder pontos.

Saber onde você tem que ganhar e onde você tem que ser muito bom naquelas matérias que são a sua fortaleza.

Para que você no concurso que é o seu objetivo, consiga aprovação.

Logicamente e isso requer novamente muito tempo, a gente vai cansar de falar isso daqui,  requer muita dedicação então é “bunda na cadeira”, vai ser fundamental para a sua aprovação.

Após a análise de expectativas é a hora de realizar o ajuste de expectativas de resultados que acompanharemos na Segunda Parte Deste Artigo!

Enquanto isso:

AULA ONLINE GRATUITA: Fundamentos da Aprovação para Concursos em 5 Passos Simples. Com Renally Leal, Oficial de Justiça –Tribunal Regional Federal 5a. Região (João Pessoa – PB).

Gostou do conteúdo até aqui?

Deixe Seus Comentários, agradecemos também por seus Compartilhamentos!

Aprender Memorizar

 

One comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.